MUSIC BREAK: Projeto Alba
TEMA: Há música na casa das histórias

O Projecto Alba nasceu, em 2007, quando três amigos decidem juntar-se e criar música. Conheceram-se nos tempos de estudantes (na Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico) e foram percebendo que tinham uma estética musical comum.

Alba é um projecto de união entre guitarras (portuguesa e clássica) e canto. O repertório do Projecto reúne originais e adaptações de vários temas instrumentais e cantados, que vão desde a canção de Coimbra, a canções napolitanas, passando por outras canções internacionais, sem nunca perder uma sonoridade marcadamente portuguesa.

O Projecto Alba tem-se apresentado em diversos recitais por todo o país sendo de destacar a participação no espectáculo Guitarra Nova Geração (Teatro São Luíz, Abril 2010) e no Angel Festival (Agosto de 2010 e 2011).

O Projecto Alba é composto por:

Alfredo Almeida (violão) – Nascido em S. Miguel, iniciou os estudos de música no conservatório de Ponta Delgada em piano tendo mais tarde transitado para guitarra clássica. Cooperou em trabalhos de música regional açoriana com a participação de diversos festivais, em Espanha, Bélgica, França, Inglaterra e Canadá. Teve contacto em formações na área do jazz com, Martin Van der Gritten, Jorge Lima, Mário Laginha, Maria João e mais recentemente com Vasco Agostinho. Integrou a Tuna Universitário do Instituto Superior Técnico, onde desempenhou funções de coordenação musical e arranjos musicais.

Bruno Almeida (voz) – Nasceu em Lisboa. Estudou canto na Escola de Música do Conservatório Nacional, com Filomena Amaro. Actualmente estuda principalmente com Isabel Biu. Fez parte dos Três Tenores Portugueses. Teve a sua estreia operática em Novembro de 2010, na ópera “As Taças de Hymineu”. Em Março de 2011 estreou-se no Teatro Nacional de São Carlos, na ópera “Banksters”. Actua frequentemente em recital e colabora desde 2011 com o Coro Gulbenkian.

Luís Coelho (guitarra portuguesa) – Inicia o seu percurso musical aos 13 anos na guitarra clássica, só mais tarde aos 18 anos resolve aprender com seu pai alguns fados tradicionais. Com essa aprendizagem aos 19 anos ingressa na Escola de Música do Conservatório Nacional e inicia os seus estudos de guitarra portuguesa com o Professor João Torre do Vale onde conclui o 5º grau de Guitarra Portuguesa com classificação máxima. Foi coordenador musical da Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico. Actualmente estuda guitarra portuguesa na escola de música do museu do Fado e compõe instrumentais originais para guitarra portuguesa.