ORADORA: Margarida Ruas
TEMA: A água como elemento primordial de união – o Aqueduto das Águas Livres – a linha que nos une

Margarida Ruas é actualmente Assessora do Conselho de Administração da EPAL, Membro do Conselho de Juízes do European Museum Forum, Directora de Relações Internacionais da WASA– GN, organização internacional de aconselhamento a Governos sobre a água como Direito Humano e como Oportunidade, membro do Conselho de Administração da Fundação Aristides de Sousa Mendes, Vice-Presidente da Manuel Carmo Foundation, membro do Comité de Comunicação da International Water Association (IWA) e responsável da Secção da Água do International Committee for the Conservation of Industrial Heritage (TICCIH).

A sua vida profissional e social foi sempre vocacionada para a disseminação da cultura como forma de entendimento entre povos e Estados.

Nos anos 90 foi reconhecida a sua intervenção – já ao serviço da EPAL – na requalificação do abastecimento de água no Brasil, País com o qual tem mantido um relacionamento intenso com as elites culturais.

A Exposição “Amália Rodrigues” no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, é um dos mais significativos exemplos desse relacionamento. A participação na CPLP, em Angola e Moçambique e em organizações internacionais ligadas à água foram também reconhecidas com o Prémio Mundial de Relações Públicas atribuído pela International Water Association.